metas de leitura,  Opinião

Leitura compartilhada, o que é ?

Olá , amigos leitores, tudo bem com vocês?Hoje eu trago um tema um tanto polêmico para análise : a leitura compatilhada ! Também conhecida como leitura conjunta, esse é o projeto no qual voce se junta o um grupo de pessoas para leitura de uma obra qualquer, com definição de metas de paginas e  discussão coletiva do texto.  É uma boa ferramenta para facilitar a leitura de textos grandes e complexos, assim como os clássicos da literatura. As regras ficam a cargo de cada grupo, mas o objetivo é o mesmo –  ler mais e melhor.

Se você parar para pensar,  os clubes de leitura de antigamente , com suas reuniões presenciais e bate papo agendados, tinham esse mesmo intuito desses grupos de leitura compartilhada. Atualmente, clubes de leitura funcionam de forma mais solta, porque normalmente não utilizam metas de páginas nem reuniões certinhas. No que concerne a leitura compartilhada, o compromisso é maior, porque você se compromete comum certo numero de páginas por semana e divide com todos o seu progresso.

Eu ainda não tenho experiência com leitura compartilhada, mas eu pertenço a 02 clubes de leitura online, e vou te contar como funciona. Um é o Our shared shelf, da Emma Watson, e o outro é o Vaginal Fantasy, da Felicia Day, ambos focados em literatura feminina, que ficam na plataforma Goodreads ( se você não conhece, O Goodreads é um site como o Skoob que, além de organizar suas leituras, você pode encontrar grupos de leituras, listas de recomendações, etc ). No Our shared shelf, os livros são escolhidos com curadoria da Emma Watson e recebemos um prazo para leitura –  02 meses . Os membros do grupo podem interagir, postar perguntas e quotes na página de discussão do grupo, e ocasionalmente o autor participa, o que é bem legal. No Vaginal Fantasy, as pessoas e moderadores indicam livros, e as recomendações viram uma enquete. Todo mês nós votamos na leitura para o mês seguinte, e há no fim da leitura um Google Hangouts pra discussão. Também há indicações lá de um ou 2 livros opcionais caso o principal não te interesse muito Há uma boa intereação na pagina de discussão, e as pessoas são encorajadas a participarem  de grupos presenciais em sua região.

A vantagem nesse formato é que ninguém te obriga ou te apressa com as leituras. Se você não gostar do tema do livro, não está forçada a se comprometer com a leitura. E claro, a leitura flui no ritmo que você desejar. Quando falamos e leitura conjunta/compartilhada, o comprometimento é chave. Ele funciona bastante para aquelas pessoas mais preguiçosas, que precisam de um empurrão extra para pegar aquele livro mais denso que está sentado na prateleira. Se você é um daqueles leitores mais fluidos, que gosta de trocar de leituras dependendo do seu humor, e que lê muitos livros ao mesmo tempo, talvez ter metas de páginas semanais te chateie demais. Muita gente tem receio desses grupos de leitura compartilhada exatamente porque se veem forçados a ler quando não desejam, e a discutir pormenores da história sem ter o quadro geral dela. Nem todo mundo funciona bem sobre pressão !

Eu inicio, agora no mês de setembro, um projeto de leitura compatilhada do Morro dos Ventos Uivantes, de Emily Bronte. É um livro que li faz uma década, e eu li com certa pressa, então não me recordo mais das premissas dele. O projeto da leitura foi organizado pela @escritora_ingrid no Instagram, e é bem simples, só com metas de páginas. A releitura com metas semanais me forçará a ler com calma e atenção, e reforça meu comprometimento com leitura de clássicos. Eu postarei meu progresso lá no Instagram todo sábado, e ao final da leitura, farei um novo post com minha opinião sobre o processo todo da leitura compartilhada.

Contem para mim suas experiências com clubes de leitura ou leituras conjuntas !

Like & Follow :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *